https://i1.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2008/05/fotos_noticias_maio_08_pascoal_muniz06052008_900.jpg?resize=560%2C373&ssl=1
Saúde

Estado avalia estudos financiados pelo programa de pesquisa do SUS no Acre

Edmilson Ferreira
06.05.2008 12:02
Atualizado 06.05.2008 às 12:02

pascoal_muniz06052008_900.jpgO Governo do Acre realizou nesta terça-feira, 6, no auditório da Fundhacre,  o 1º Seminário de Avaliação Final e Divulgação das Pesquisas Financiadas pelo Programa de Pesquisa do Sistema Único de Saúde (PPSUS) – Saúde Amazônia 2004/2005. Quatro projetos foram apresentados: "desordens nutricionais e fatores associados à qualidade de vida, capacidade funcional e mortalidade em idosos internados em hospital terciário na região amazôlnica", por Kátia Andrade; "caracterização da assistência obsterícia por profissionais não médicos no Juruá", por Lucineide Bessa; "situação nutricional no município do Jordão", por Pascoal Torres; e "saúde e nutrição de crianças e adultos de Rio Branco". 

As pesquisas receberam recursos de R$ 200 mil. Já existem mais oito projetos aprovados para 2008, totalizando investimentos de R$ 240 do PPSUS com contrapartida do Governo do Estado, através da Secretária de Saúde. Para 2009, estão sendo destinados R$ 480 mil para os pesquisadores que se tiverem interesse em desenvolver algum estudo que contribua com a gestão da saúde no Acre. "As pesquisas devem trazer contribuição para a gestão", disse o secretário de Saúde, Osvaldo Leal.  Podem concorrer aos recursos profissionais ligados à qualquer instituição de pesquisa baseada no Estado do Acre.

O PPSUS surgiu da necessidade em se ampliar a pesquisa sanitária no País. O  Brasil, destaca o Ministério da Saúde,  tem 5.562 municípios, e destes cerca de 80% tem menos de 30 mil habitantes, com baixa capacidade de investir em pesquisas de avaliação das práticas de saúde e organização do sistema e dos serviços. A grande maioria dos municípios com população acima de 30 mil habitantes também tem dificuldade de investir em pesquisa. Necessidade de fazer investigação que contribua para qualificar a gestão, a promoção, a prevenção e a atenção à saúde nos sistema de saúde municipais e regionais.

Nesta quarta-feira, 7, será realizada uma oficina para avaliação de quais pesquisas são prioritárias para o sistema estadual de saúde. "A pesquisa visa estimular o desenvolvimento do PPSUS nos Estados, sempre sintonizada com as necessidadades de saúde", lembrou Iza Paula de Abreu, assessora técnica do Departamento de Ciências e Tecnologia do Ministério da Saúde. O pesquisador Pascoal Torres defendeu a importância do programa: "contribui muito para o conhecimento de determinada situação, facilitando a adoção de soluções", disse.

 

Mais notícias