Meio Ambiente

Operações do Ibama fazem fiscalização contra desmatamento irregular

Da Redação
20.06.2008 11:23
Atualizado 20.06.2008 às 11:23

Ibama em parceria com a Polícia Federal realizou primeira etapa de fiscalização com operações "Origem Legal" e "Pátio Limpo"

 

No início de junho, a superintendência do Ibama no Estado do Acre em parceria com a Polícia Federal e Polícia Militar do Amazonas, realizou duas operações para coibição do desmatamento ilegal e a utilização de forma ilícita do Documento de Origem Florestal (DOF), na região de divisa do Acre com Rondônia e Amazonas. A documentação era vendida e revendida entre as madeireiras e a DOF serviria para encobertar o transporte ilegal da madeira. Áreas indígenas e de reservas chegaram a ser desmatadas.

Em quase 20 dias de operação, 8 agentes do Ibama, 2 agentes da Polícia Federal, e alguns homens da Polícia Militar do Amazonas apreenderam 2.000m³ de madeira, dividida entre madeira beneficiada e em toras. O maquinário das madeireiras também foi apreendido e entre ele estavam 2 tratores esquides, 1 trator de esteira D8, 1 trator com pá mecânica e 4 moto-serra.

Também foram embargadas 4 empresas madeireiras que funcionavam irregularmente, retirando madeira de locais proibidos e fazendo uso de documentação falsa sobre planos de manejo e a emissão dos Documentos de Origem Florestal.

De acordo com o superintendente do Ibama no Acre, Anselmo Alfredo, depois do sucesso da operação em Nova Califórnia, as madeireiras de Rio Branco também serão fiscalizadas. Ainda de acordo com Anselmo somente em torno de 20% da madeira das madeireiras era de origem legal.

Mais notícias