Alinhamento

Órgãos se reúnem para tratar da superlotação dos Centros Socioeducativos em Rio Branco

A superlotação dos Centros Socioeducativos em Rio Branco foi tema de uma reunião que aconteceu no final da tarde de segunda-feira, 7, no gabinete da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

Além do secretário de Segurança, Paulo Cézar Santos, participaram da reunião o presidente do Instituto Sócio Educativo (ISE), Rogério Silva e a promotora de justiça Vanessa Macedo Muniz, titular da Promotoria de Justiça Especializada de Execuções de Medidas Socioeducativas.

Reunião ocorreu esta semana no gabinete da Sejusp Foto: Assessoria/Sejusp

O presidente do ISE, Rogério Silva avaliou a reunião como produtiva, ressaltando os encaminhamentos resultados do encontro.“Foi uma reunião de alinhamento e bastante produtiva, onde tivemos a oportunidade de tratar sobre a superlotação das unidade em Rio Branco. Entre esses encaminhamentos, destacamos a criação de uma Central Reguladora de Vagas, como medida a médio prazo, e como medida imediata a intervenção em um espaço provisório para uma readequação, enquanto o Estado capta recursos para a construção de uma nova Unidade de Socioeducação”, enfatizou o presidente do ISE.

A promotora de Justiça Vanessa Macedo Muniz, que atua na fiscalização do cumprimento das medidas socioeducativas nos meios aberto e fechado, também comentou sobre a reunião enfatizando que todas as medidas adotadas pelo ISE serão avaliadas pela Promotoria de Justiça Especializada de Execuções de Medidas Socioeducativas.

“Hoje a reunião foi em razão da superlotação do meio fechado que temos nos centros socioeducativos, onde surgiram propostas, feitas pelo presidente do ISE, para o aumento de vagas no sistema, como a Central de Vagas, que será avaliada. Há também a possibilidade do aumento de vagas com a construção de um novo Centro Socioeducativo com a busca de recursos para essa construção e a reforma dos centros já existentes. Tudo será acompanhado de perto e avaliado pela promotoria”, destacou a promotora.