https://i0.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2016/08/IMG_0285.jpg?resize=1024%2C398&ssl=1
Ciência e Tecnologia

Plataforma BookStop vence o Segundo Hackathon universitário

Resley Saab
29.08.2016 11:20
Atualizado 29.08.2016 às 11:20

A plataforma BookStop foi a equipe vencedora do segundo Hackathon universitário de 2016 (Foto: Diego Gurgel/Secom)

A plataforma BookStop foi a equipe vencedora do segundo Hackathon universitário de 2016 (Foto: Diego Gurgel/Secom)

Foram 24 horas para ter uma ideia, formar uma equipe, desenvolver uma solução e após a apresentação para a banca avaliadora, no sábado, 27, a plataforma BookStop foi a vencedora do Hackathon universitário realizado na União Educacional do Norte (Uninorte).

Das seis equipes formadas no início da maratona, cinco apresentaram seus projetos com soluções para problemas do estado. “Esses projetos iniciaram os trabalhos 24 horas atrás,  acompanhei o processo é bem interessante e após essas 24 horas esses produtos ganharam uma forma, eles têm um ponto de partida”, declarou o mentor e coordenador da aceleradora Fabriq, Daniel Goettenauer.

Cinco equipes apresentaram seus projetos no Hackathon Uninorte (Foto: Diego Gurgel/Secom)

Cinco equipes apresentaram seus projetos no Hackathon Uninorte (Foto: Diego Gurgel/Secom)

O BookStop é uma plataforma de compra e venda de livros que sugere locais seguros para realizar as trocas. O segundo lugar ficou com o To Formando, aplicativo para gestão dos recursos das turmas que irão realizar festas de formatura e o terceiro com o Help 2O, solução para o desperdício de água.

“Mas uma vez nos surpreendemos com o resultado dos trabalhos, nos tivemos cinco trabalhos e os três primeiros lugares são aplicativos e plataformas que vão trazer um resultado sim para a população”, afirmou a secretária de Ciência e Tecnologia Renata Souza.

Os vencedores irão receber horas de mentoria da Fabriq em parceria com o The Place Coworking. O primeiro e o segundo lugar também participarão de um treinamento de marketing para startups.

Para Giocondo Grotti, acadêmico de Engenharia Elétrica da Ufac e vencedor do Hackathon, foi desafiador participar da maratona. “Era só nos três e o único que sabia programar era eu, os outros dois ficaram responsáveis por dar assas a ideia”, declarou.

O Hackathon Uninorte foi o segundo de 2016, outras três edições ainda irão ocorre este ano na Faculdade da Amazônia Ocidental (Faao), na Faculdade Meta (Fameta) e no Instituto Federal do Acre (Ifac).

O evento é uma realização do governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Sect) em parceria com o Serviço Brasileiro de apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a Uninorte.

Mais notícias