https://i0.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2009/02/fotos_fevereiro2009_policia_federal_3.jpg?resize=600%2C400&ssl=1
Segurança

Polícia Federal faz alerta em relação às notas falsas

Da Redação
20.02.2009 11:25
Atualizado 20.02.2009 às 11:25

Polícia orienta que as notas suspeitas devem ser encaminhadas à sede da Polícia Federal

policia_federal_3.jpg

Perito criminal alerta população para as diferenças das cédulas de dinheiro falsas e verdadeiras (Foto: Ângela Peres/Secom)

A Polícia Federal reuniu na manhã desta sexta-feira, 20, a imprensa para fazer um alerta em relação às notas falsas que podem ser repassadas em maior número no período do carnaval. “As pessoas precisam verificar a autenticidade das cédulas principalmente nessa época do ano quando é comum aumentar a incidência de notas falsas no mercado”, destacou o perito criminal federal Francisco Pessoa.

A Polícia orienta ainda que as notas suspeitas devem ser encaminhadas à sede da Polícia Federal, já que assim como repassar cédulas falsas, o porte também é crime. As pessoas podem ainda procurar uma agência bancária ou uma representação do Banco Central do Brasil para solicitar o exame de autenticidade.

“Quando se recebe uma nota falsa é preciso recolher o maior número de dados da pessoa que porta a cédula”, enfatizou o perito. Quem tentar colocar uma cédula falsa em circulação depois de tomar conhecimento de sua falsidade, mesmo que a tenha recebido de boa fé, pode ser condenado a uma pena de 6 meses a 2 anos de detenção.

Para verificar a autenticidade das notas de R$ 10, 20, 50 e 100 alguns itens devem ser observados como o fio de segurança feito com material plástico, as fibras coloridas, a impressão em alto relevo, a presença do símbolo do Banco Central, das micro-letras e da marca d’água do lado esquerdo das cédulas. “A maioria das notas falsas apreendidas no Estado é identificada facilmente”.

Vale lembrar que, de acordo com informações do Banco Central, quando a pessoa que recebe a nota encontra sinais evidentes de que pode se tratar de uma falsificação, é um direito do cidadão se recusar a receber a cédulas.

Mais notícias