Potencialidades econômicas do Acre são discutidas em Cruzeiro do Sul

A secretária de Empreendedorismo e Turismo Eliane Sinhasique esteve em Cruzeiro do Sul participando do Programa de Liderança para o Desenvolvimento Regional, implementado pelo Sebrae nos municípios do Acre.

O objetivo do programa é estimular a criação de um ambiente favorável aos pequenos negócios para o desenvolvimento regional sustentável. Representantes de 20 municípios debateram a respeito das potencialidades econômicas do Acre.

Secretária falou da importância de fomentar o turismo na região Foto: cedida

Para a secretária os gestores precisam descobrir de que forma cada município pode gerar emprego e renda. “Nós temos e defendemos que o turismo é essencial para a nossa região. O nosso turismo indígena, o etnoturismo, o turismo religioso, o turismo de aventura, o nosso turismo de experiência tem e deve ser fomentado”.

Durante o encontro foram realizados debates entre os chamados agentes de desenvolvimento. O Programa de Desenvolvimento de Lideranças (Lider) busca mobilizar, qualificar e realizar a integração de lideranças comunitárias.

Troca de experiência

Lauro Santos, diretor técnico do Sebrae, disse que o programa já é um sucesso em outras regiões do país. “Nós entendemos, que a melhor forma de desenvolver a nossa região não é vir políticas públicas do governo federal, prontas, mas sim, nós aqui identificarmos o potencial, discutirmos as potencialidades, os gargalos e qual órgão pode ajudar no que dentro da sua prerrogativa de atuação.”

Geração de emprego e renda esteve entre os assuntos debatidos Foto: cedida

Zezinho Barbary, prefeito de Porto Walter, e representante da Associação dos Municípios do Acre, Amac, acredita que esse é o primeiro passo para tirar do acreano a dependência do funcionalismo público como forma de estabilidade financeira.

“É difícil. Nenhum poder público vai conseguir saciar a procura de emprego da população, e é preciso que haja esse investimento, em parceria com o Sebrae, para que a gente possa oferecer as microempresas, os nossos horticultores, investir na agricultura familiar para que as pessoas procurem criar seu próprio negócio e as pequenas empresas possam gerar emprego e renda.”

A secretária de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique, acredita que os municípios do Acre possuem um potencial econômico no eixo turístico, o que falta aos municípios é uma organização e normatização para a atividade. “Porque no momento em que a gente recebe muitos turistas, a gente recebe muitas pessoas querendo comer, beber, dormir, repousar, conhecer, comprar, e é isso que vai fazer com que o dinheiro fique no município”.