https://i2.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/09/475ad157-e829-4041-b3f0-9ff2d27e340a.jpg?resize=1200%2C400&ssl=1
Cultura

Projeto Chorinho inicia nesta quinta-feira no Cine Teatro Recreio

Katiussi Melo
04.09.2019 8:55
Atualizado 04.09.2019 às 9:30

Buscando ocupar os espaços de cultura e promover a formação de público, inicia nesta quinta-feira, 5, a partir das 19h, no Cine Teatro Recreio, o projeto Chorinho no Cinema. A iniciativa é uma parceria do renomado grupo musical Som da Madeira, com apoio da Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour (FEM), que trabalha de forma estratégica a ocupação e a circulação artística nos pontos culturais do estado.

O grupo Som da Madeira é composto na sua base pelos talentosos e conhecidos músicos James Fernandes, Antônio Carlos e Nilton Bararu que, juntos a outros artistas acreanos, atuam no cenário musical há mais 20 anos.

O projeto Chorinho no Cinema visa agregar música de qualidade Foto: Assessoria/FEM

Para o violonista e maestro James Fernandes, o projeto é uma oportunidade para a criação de público e na prática irá habituar os acreanos a um novo estilo musical.

“O chorinho é um estilo reconhecido mundialmente e essa oportunidade de criarmos uma agenda efetiva de evento irá possibilitar um conhecimento mais amplo desse seguimento musical tão rico e respeitado por todos”, explicou o renomado músico.

O choro ou chorinho, como é popularmente conhecido, é um estilo de música instrumental, com origem no século XIX. Nascido no Rio de Janeiro, o choro ganhou forte expressão nacional, tornando-se um símbolo da cultura brasileira.

“Estamos falando de uma manifestação cultural brasileira que leva o poder da nossa música por todo o mundo. O projeto Chorinho no Cinema sem dúvidas vai agregar muita música de qualidade e cultura em cada uma das suas edições”, comentou o maestro, Antônio Carlos, um dos criadores do grupo Som da Madeira.

O evento, que inicialmente será realizado todas as quintas-feiras, sempre às 19h, receberá em cada uma das suas edições artistas convidados, o que irá diversificar e abrilhantar cada uma das apresentações.

Para o presidente da FEM, Manoel Pedro, o evento se soma a uma série de atividades que estão acontecendo nos espaços culturais.

“Esse é o nosso papel. Estamos incentivando e criando oportunidades para os artistas acreanos apresentarem seus espetáculos e iniciativas culturais. Nosso intuito é oferecer as melhores condições para os artistas, tanto na capital como também no interior do nosso estado”, finalizou.

Mais notícias