https://i0.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2008/06/fotos_noticias_junho_08_dsc_0001_230608.jpg?resize=570%2C400&ssl=1
Meio Ambiente

Projeto de Reciclagem para o lixo é realizado na Fundhacre

Da Redação
23.06.2008 10:46
Atualizado 23.06.2008 às 10:46

Evento acontece na Fundação Hospitalar do Acre

dsc_0001_230608.jpg

Fabrícia Brito, especialista em gestão ambiental da Fundhacre. (Foto: Angela Peres/Secom-Acre)

A Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre) realiza desde o dia 23 de junho, até o dia 7 de julho  uma das etapas da Campanha de Educação Ambiental da instituição.  O enfoque especial da campanha será dado para os cuidados com a coleta e armazenagem do lixo hospitalar, industrial e residencial, segundo Fabrícia Brito, especialista em gestão ambiental da Fundhacre.

De acordo com Fabrícia, o objetivo da campanha é aproveitar as pessoas que estão na espera para serem atendidas e poder instruí-las. A primeira etapa do projeto teve como tema o tempo de decomposição do lixo. A segunda etapa trata de como descartar resíduos sólidos. 

O Brasil produz, atualmente, mais ou menos 228,4 mil toneladas de lixo por dia, segundo a última pesquisa de saneamento básico consolidada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2000. O chamado lixo domiciliar equivale a 125 mil toneladas diárias.  

Dos resíduos descartados em residências e indústrias, apenas 2% do total são destinados à coleta seletiva. Desses, quase 50 mil toneladas de resíduos são despejadas todos os dias em lixões a céu aberto, oferecendo sérios riscos à saúde e ao meio ambiente. 

A mudança vem com a tentativa de aumentar a taxa de reciclagem que no Brasil ainda é baixa. Outras medidas estão sendo estudadas, como diminuir o volume de lixo de difícil decomposição como o vidro e plástico, evitar a poluição do ar e da água, aperfeiçoar recursos e aumentar a vida útil dos aterros. 

Mais notícias