https://i1.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/05/IMG_7284-1.jpg?resize=1200%2C400&ssl=1
Saúde

Projeto do Hospital Albert Einstein será implantado no Acre para fortalecer a Atenção Primária

Fhaidy Acosta
08.05.2019 15:21
Atualizado 08.05.2019 às 15:38

Representantes do Hospital Albert Einstein vieram a Rio Branco realizar a apresentação do projeto Planifica SUS a ser desenvolvido no Acre. Participaram da apresentação, profissionais das áreas técnicas da Sesacre, membro do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (CONASS), o coordenador e dois mediadores do projeto de planificação de Atenção à Saúde.

“Estamos aqui com a equipe do Hospital, que veio apresentar a proposta do projeto do Planifica SUS que é um projeto, justamente para trabalhar a formatação de rede de assistência para fortalecer todos os serviços que vem desde a ordenadora dos serviços que é Atenção Primaria até os serviços especializados”, explica Emanuelle Nóbrega, gerente da Divisão da Atenção Básica.

A implantação do projeto no Acre foi definida durante a participação o secretário de Estado de Saúde, Alysson Bestene, em uma reunião do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (CONASS). A iniciativa foi aderida pelo Ministério da Saúde (MS) para fortalecer a Atenção Primária em todo o país.

“Esse é um projeto fundamental para que possamos dar continuidade ao nosso projeto de melhorar a Saúde. O governador Gladson Cameli tem uma atenção com a Saúde, o que nos assegura a certeza que vamos atingir nossos objetivos. Temos profissionais capacitados e preparados, que estão dispostos a continuar trabalhando com amor e dedicação”, ressalta Bestene.

O Projeto

De acordo com Márcio Paresque, coordenador do planifica SUS pelo Hospital Albert Einstein, o projeto tem como objetivo implantar a metodologia da planificação de atenção à saúde em 27 regiões de saúde no país. O projeto será realizado em 24 unidades federativas.

“A planificação de atenção à saúde é uma metodologia de apoio técnico gerencial para as secretarias estaduais de saúde, para desenvolvimento de workshops, que são momentos de alinhamentos teóricos, conceituais e do que a gente chama de oficinas tutorias onde nós fazemos uma consultoria direta nos serviços para organizar os processos de trabalho”, explica o coordenador.

Implantação

“Esse é o nono estado, nós estamos em uma maratona e ainda restam 15 estados. Esse projeto dura até dezembro de 2020, nesta terça-feira, ocorreu a reunião preparatória, quando nós vamos às secretarias, apresentamos o projeto para o corpo técnico local e fazemos algumas captações e planejamento de algumas ações pontuais, para iniciarmos propriamente dito o projeto a partir de julho de 2019”, acrescenta Márcio.

Mais notícias