https://i2.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/05/seg-4.jpg?resize=1076%2C400&ssl=1
Educação

Projeto Escola Segura é implementado

Stalin Melo
20.05.2019 16:26
Atualizado 20.05.2019 às 16:26

“Estamos muito felizes”. A frase é da coordenadora administrativa da escola José Ribamar Batista (EJORB), Aparecida Freitas. Segundo ela, desde que o projeto Escola Segura foi implementado, não houve mais nenhuma ocorrência de sinistro dentro do ambiente escolar.

Há dois meses, pelo menos 11 escolas de Rio Branco experimentam dias melhores no que diz respeito a segurança. Idealizado pelo secretário de Educação, Cultura e Esportes (SEE), Mauro Sérgio Ferreira da Cruz, o projeto Escola Segura tem feito toda a diferença no dia a dia de alunos, professores e funcionários.

Nesta segunda-feira, 20, o coordenador do Projeto e responsável pelo Centro de Tecnologia e Informação de Segurança Escolar, Sargento Maurelando Leão, realizou uma visita a duas escolas integrais da Baixada da Sobral que foram contempladas pelo Escola Segura, a Boa União e a José Ribamar Batista.

Tratou-se de um acompanhamento às ações desenvolvidas, já que nestes ambientes se fez a opção pela segurança armadas. Além destas, também a Sebastião Pedrosa, Edilson Façanha, Pedro Martinello, João Mariano, Glória Perez, Maria Angélica e Anita Garibaldi ganharam reforço no que diz respeito a segurança.

Desde a implantação do Projeto, EJORB não registrou mais nenhuma ocorrência. (Foto: Mardilson Gomes)

No Centro de Tecnologia, que é parte da política de segurança adotada pela SEE, já funcionam o Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência (Proerd) e o Policiamento Escolar. Também será instalado o Centro de Monitoramento, onde atuarão 61 policiais militares da reserva remunerada que farão o acompanhamento 24h do ambiente escolar.

Para garantir este monitoramento, a SEE também estará melhorando a qualidade da internet nas escolas, sobretudo daquelas que possuem câmeras de vigilância. “Estamos realizando esse acompanhamento para saber como está a questão da segurança nas escolas”, disse o coordenador.

Alunos mais à vontade

A avaliação dos alunos é positiva. (Foto: Mardilson Gomes)

Quem fez uma avaliação muito positiva do Projeto Escola Segura foi a professora Linda Silva, gestora da Escola Boa União, também de ensino integral. Para ela, de lá para cá, até os alunos estão mais à vontade dentro da escola. “Não registramos mais nenhum caso de roubo e só tenho a agradecer ao professor Mauro por esta bela iniciativa”, disse.

Já a professora Aparecida, acrescentou que até a comunidade ganha com o modelo adotado pelo governo por meio da SEE, já que até a quadra pode ser agendada aos finais de semana. “Agora temos paz, temos sossego e tranqüilidade”, comemora.

Mais notícias