https://i0.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2017/12/quero-ler_na_rua_2.jpg?resize=800%2C400&ssl=1
Educação

Quero Ler encerra turma com pessoas em situação de rua

Da Redação
15.12.2017 10:46
Atualizado 17.12.2017 às 19:15

“Tudo na vida é vantajoso quando se acredita em nós mesmos e que somos capazes, basta querer”, disse Leandro Silva (Foto: Val Fernandes/Secom)

Mais uma turma do programa Quero Ler encerrou suas atividades hoje. Mas essa não é uma turma qualquer, trata-se da primeira turma de alfabetização que beneficiou 32 pessoas em situação de rua, que participam do Projeto Dignidade e Autonomia para a População em Situação de Rua, desenvolvido pelo gabinete da vice-governadora, Nazareth Araújo.

Um café da manhã foi oferecido aos alunos que não cabiam em si de alegria por terem aprendido a ler e a escrever graças a essa iniciativa desenvolvida ao longo dos últimos seis meses.

Para Nazareth Araújo, o Quero Ler é também um programa social que proporciona cidadania, dignidade e melhora a autoestima dos alunos. Segundo ela, o programa vem para ensinar as pessoas que precisam ser inseridas na sociedade por meio da educação.

A vice-governadora disse ainda que ao atender pessoas em situação de rua com o Quero Ler, o programa ganhou uma outra dimensão. “Quando comecei esse trabalho as pessoas não acreditavam que era possível fazer acontecer. Hoje temos 32 pessoas em situação de rua que foram beneficiadas com a ação e não desistiram, isso é muito gratificante. Essa é mais uma das boas políticas públicas executadas pelo governo”, revelou.

Nazareth Araújo anunciou que em março inicia a segunda etapa do Quero Ler de Rua com a expectativa de atender um maior número de pessoas.

As aulas ocorriam em espaços públicos de convivência da população em situação de rua (Foto: Val Fernandes/Arquivo/Secom)

Quero Ler

O programa de governo Quero Ler já alfabetizou 22 mil pessoas em todo o Acre e pretende alcançar 39 mil até o fim de 2017, fazendo com que o estado zere o índice de analfabetismo.

Todos os setores de governo trabalham juntos visando o mesmo objetivo: chegar com a educação ao maior número possível de pessoas.

Maria Augusta Ferçosa, coordenadora do Quero Ler,  disse que essa é uma ação deu certo e aconselhou os alunos a continuarem persistindo nos estudos. “Pedimos a vocês que não abandonem os estudos, esse é o melhor e maior legado no resgate da cidadania”, ponderou.

Um dos alunos da turma, Leandro Silva frisou que “tudo na vida é vantajoso quando acreditamos que somos capazes. Essa oportunidade que nos foi dada mostrou que tem pessoas que se preocupam com a gente, isso é muito bom para todos nós”, confessou. Leandro participa no próximo ano de uma das turmas do programa de Educação de Jovens e Adultos no Colégio Berta Vieira.

Mais notícias