https://i1.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/08/833bf9a2-d51a-49c6-9e2f-af9c8b1d3a1e.jpg?resize=1152%2C400&ssl=1
Geral

Secretaria de Assistência Social realiza orientação técnica no interior do estado

Luana Lima
14.08.2019 11:00
Atualizado 14.08.2019 às 11:26

Sena Madureira, Manoel Urbano, Feijó e Tarauacá são contemplados com orientações do Programa Bolsa Família e CadÚnico

Com o intuito de potencializar o Programa Bolsa Família, através do Sistema de Condicionalidades (Sicon) nos municípios, o Governo do Estado por meio da  Secretaria de Estado de Assistencial Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM), realiza no período de 12 a 16 de agosto, nos municípios de Sena Madureira, Manoel Urbano, Feijó e Tarauacá, orientação técnica, por intermédio da Coordenação Estadual do Programa Bolsa Família e CadÚnico.

A Assistência Social Municipal, técnicos de CRAS e CREAS, Controle Social (conselho), equipe do Programa Bolsa família na Saúde (incluindo Agenda de Saúde) e Educação e os demais envolvidos na gestão do programa são o público-alvo para essa capacitação, com carga horária de 8 horas em cada município.

Para a instrutora do Programa Bolsa Família e Cadastro Único, Silvania Maria, é muito importante a intersetorialidade na gestão do programa. “O trabalho social dá apoio à família na superação de vulnerabilidades sociais e no enfrentamento dos riscos que estão associados à pobreza. O serviço, aliado à garantia de renda por meio da interrupção dos efeitos do descumprimento efetuada no Sicon, potencializa a capacidade de recuperação, preservação e desenvolvimento da função protetiva das famílias, contribuindo para sua autonomia e emancipação”, explicou a técnica.

A orientação técnica está sendo ofertada em média para 20 técnicos de cada município visitado. Foto: Cedida

A orientação técnica está sendo ofertada para 20 técnicos, em média, de cada município visitado. A equipe deverá priorizar o acompanhamento das famílias do Programa Bolsa Família no Sicon, que estejam em situação de descumprimento de condicionalidades, em especial, aquelas que estão em suspensão do benefício por dois meses, a fim de garantir a segurança de renda das famílias.

Para a instrutora do Programa Bolsa Família e Cadastro Único, Lidiane Moreno, os casos de descumprimento podem sinalizar situações que requeiram a atuação da assistência social. “O acompanhamento das condicionalidades permite ao poder público mapear algumas das principais situações de vulnerabilidade e risco social vivenciadas pelas famílias mais pobres”, afirmou Lidiane Moreno.

A equipe técnica repassa as orientações e funcionalidades sobre o sistema seguindo os roteiros e as dicas metodológicas, indicando alguns procedimentos que podem auxiliar os técnicos dos municípios no acesso ao Sicon.

Mais notícias