https://i2.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/01/Gurgel.jpg?resize=1200%2C400&ssl=1
Geral

Segurança Pública aumenta policiamento preventivo e ostensivo no estado

Da Redação
28.01.2019 10:29
Atualizado 28.01.2019 às 10:51

As operações de enfrentamento ao crime continuam na capital e no interior. Desde o início da nova gestão, o policiamento preventivo e ostensivo no estado tem tido um reforço, não só entre as regionais, mas também com operações nos presídios e nas áreas de fronteira. O objetivo é o combate ao crime, seja ele organizado ou não, a prevenção à violência e a promoção da sensação de tranquilidade.

Policiais militares em inspeção a bar da periferia de Rio Branco; ideia é reprimir ações criminosas em locais considerados perigosos (Foto: Asscom/Sesp)

Nos últimos dias, o combate a crimes cometidos por envolvidos com facções criminosas surtiram efeito positivo e resultaram na prisão em flagrante de homicidas, na recuperação de veículos roubados e na retirada de circulação de armas de fogo que poderiam ser novamente usadas para a prática de crimes.

“Nós estamos atentos à movimentação do crime e temos dado resposta. O policiamento mantém-se reforçado não só em Rio Branco, mas também no interior, com as operações Saturação Máxima, Boemia e as operações de fronteira”, afirmou o major Edvan Rogério, da Polícia Militar do Estado do Acre, em entrevista na manhã desta segunda-feira, 28.

 

Para a Polícia Militar foram programadas pelo menos 13 operações a serem deflagradas pelos próximos 90 dias, entre elas a ‘Visibilidade’, seguida da ‘Operação Presente’, que deve acontecer em áreas escolares, já no início do ano letivo. Há também a continuidade das operações de fiscalização de trânsito e das ações de cunho social que envolvam a comunidade.

Segundo o coronel Márcio Alves, da Polícia Militar, o esforço para o combate ao crime tem que ter o apoio da população. “É fundamental a participação da população nesse processo. Estamos num momento de mudança social e cultural, de resgate de valores que dão importância à família, às igrejas e às demais instituições. Então todos podem ajudar.
Se cada um fizer a sua parte nós garantimos a paz, a segurança e a convivência social”.

Policiais militares fazem revista em frequentadores de bar na periferia de Rio Branco (Foto: Asscom/Sesp)

Mais notícias