Sema detalha Conselho Consultivo do Lago do Amapá

Formado há mais de 40 anos, o Lago do Amapá possui seis quilômetros de extensão e mantém uma rica coleção de plantas e animais.

dsc_0070.jpg

Centro e trinta famílias vivem no entorno do Lago do Amapá (Foto: Sérgio Vale)

A Secretaria de Meio Ambiente do Acre (Sema) publicou nesta quinta-feira, 5, no Diário Oficial do Estado, o regimento interno do Conselho Consultivo da Área de Proteção Ambiental (APA) Lago do Amapá, em Rio Branco.

O conselho, que terá a missão de propor projetos que garantam os atributos sociais, ambientais, paisagísticos e de proteção da APA, é presidido pela Sema e tem como integrantes  órgãos municipais, estaduais e federais, além de instituições sociais como a Fecomércio, a Acisa as igrejas Católica e Assembléia de Deus. O colegiado foi criado em 2006 pelo prefeito Raimundo Angelim e pelo Governo do Estado.

O Lago do Amapá foi formado por um meandro, braço de rio que se divide do curso de água, há mais de 40 anos. Possui seis quilômetros de extensão e mantém uma rica coleção de plantas e animais.  Na área vivem 130 famílias. No total, a APA tem  mais de 5.200 hectares.A área foi definida pelo Zoneamento Ecológico Econômico de 2000 como prioritária para o desenvolvimento diferenciado e para conservação dos recursos naturais.