https://i2.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2018/12/IMG-20181217-WA0083.jpg?resize=1200%2C400&ssl=1
Geral

Tenda do Legado de Chico Mendes apresenta produtos sustentáveis da Amazônia

Celis Fabricia
17.12.2018 16:11
Atualizado 18.12.2018 às 9:57

A curiosidade e interesse com os produtos amazônicos chamaram a atenção dos visitantes (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

Durante os três dias do encontro Chico Mendes 30 Anos, a Tenda do Legado foi um espaço que recebeu visitantes que conheceram as cadeias produtivas e a sustentabilidade da região amazônica.

Exposições de produtos extrativistas, madeireiros e não madeireiros, artesanato e economia criativa, além de projetos e programas ambientais do governo do Acre, fizeram parte da programação. Representantes do Amazonas, Amapá Bahia, Pará e Rondônia também participaram do evento.

O encontro reuniu pessoas de diversas partes do Brasil e de outros países. “O sapato é uma coisa útil, de que eu preciso, e sempre prefiro comprar dos produtores locais, onde eu estiver no mundo”, disse Kine Fristad, geógrafa da ONG Rainforest, da Noruega.

A curiosidade e interesse com os produtos amazônicos chamaram a atenção dos visitantes. “A principal curiosidade das pessoas é sobre a cooperativa e se o produto é fornecido por extrativistas”, pontuou Adriano Haluen, promotor de vendas.

É a primeira vez que Maria Margareth Sead dos Santos expõe produtos em um evento. Agricultora de Santarém (Pará), ela apresentou a cultura do mel na região. “Além da exposição dos produtos, celebramos o legado de Chico Mendes, que, como nós, viveu da floresta”, destacou.

Maria Margareth veio de Santarém, no Pará (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

O momento também serviu para apresentar novidades. A farinha de castanha foi lançada durante o evento como um dos produtos da Cooperativa Sonho Meu, composta por 13 cooperativas. “São todos produtos da sociobiodiversidade do Acre.” Maria Neves Santos, tutora do Projeto da Cooperariva.

Mais de 100 pares de calçados de látex foram comercializados por José Rodrigues de Araújo, o Doutor da Borracha. “Estou muito feliz com o resultado. As pessoas que conhecem nosso produto valorizam nossa história”, celebrou.

Para Sirlânia Venturin, assessora técnica do gabinete da primeira-dama do Estado, Marlúcia Cândida, o reconhecimento das políticas públicas do estado, os contatos feitos pelos expositores e o fomento do negócio local foram os destaques da Tenda do Legado. “As pessoas ficaram surpresas em conhecer a origem dos produtos e as políticas públicas socioambientais do Acre. “Atingiu a nossa expectativa de apresentar os trabalhos desenvolvidos nas comunidades tradicionais e pequenas indústrias.”

Mais notícias