https://i1.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/03/gold-1.jpg?resize=1200%2C400&ssl=1
Cultura

Vai curtir o Carnaval? Major dá dicas de segurança para os foliões

Mágila Campos
04.03.2019 14:14
Atualizado 04.03.2019 às 14:14

O Brasil está celebrando o maior espetáculo da terra, o carnaval. De Norte a Sul do país, os foliões aproveitam a festa, sejam em espaços públicos ou privados. No Acre, 12 bairros celebram a festa, e, para se divertir com segurança a Major Alexandra Rocha, dá dicas de segurança aos foliões.

Além do efetivo de policiais militares, que este ano conta com mais de 1.200 profissionais, a Major lembra que os foliões precisam tomar algumas medidas protetivas a partir do momento em que saem de casa, para evitar transtornos.

De acordo com Rocha: “Ao sair de casa o folião precisa andar por ruas movimentadas e evitar rotas desertas e com pouca iluminação”. Além disso, ela lembra que o folião precisa ficar atento com as pessoas a sua volta, porque os assaltantes valem-se principalmente do fator surpresa.

Durante a festa, o brincante precisa ainda manter distância de aglomerados, que apresentem risco de confusão. Em casos de violência é preciso acionar o policiamento.

Outra dica, que precisa ser levada em consideração é nunca pedir orientações a estranhos, em caso de dúvidas, procurar orientação da guarnição policial que faz a segurança do evento.

Aos pais, é recomendado que não se leve crianças onde há uma grande quantidade de pessoas. E caso não haja possibilidade de deixar os pequenos, é preciso adotar medidas como identificação com etiquetas em acessórios como pulseiras, crachás ou colares e orientá-las a procurar apenas um policial militar em casos de problemas.

É importante ressaltar que a portaria da 2ª Vara da Infância e da Juventude da Comarca de Rio Branco estabelece que menores de 16 anos não podem ficar na festa após às 23h. E menores de idade a partir de 17 anos devem estar acompanhados dos pais ou algum responsável que tenha um Termo de Responsabilidade assinado.

A Major recomenda ainda que não se deve aceitar bebidas de pessoas desconhecidas e também é importante não exceder no consumo de álcool. E nunca dirigir qualquer tipo de veículo sob efeito de álcool, pois além dos riscos, o condutor estará sujeito as penalidades legais, como a Lei Seca.

Durante esse período, o Batalhão de Trânsito estará distribuído em pontos estratégicos da cidade para fiscalizar e orientar os motoristas, como forma de prevenir acidentes. E caso o condutor seja flagrado dirigindo alcoolizado, será autuado com multa de R$ 2.934.70, tanto para a recusa de submeter-se ao teste do bafômetro quanto para os que forem surpreendidos dirigindo alcoolizados.

Mais notícias