https://i1.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/03/DSC_0011.jpg?resize=1200%2C400&ssl=1
Educação

Viver Ciência Itinerante no Bujari

Da Redação
27.03.2019 20:08
Atualizado 27.03.2019 às 20:08

alunas participam da Viver Ciência Itinerante 2019(Foto:Ariel Lima)

Com o objetivo de expandir o conhecimento e promover práticas inovadoras o Governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Esporte realizou nessa manhã,27,a 3a edição, Viver Ciência Itinerante. O evento ocorreu na escola São João Batista, no município do Bujari, e amanhã,28, será realizada na escola municipal Edmundo pinto.

A Viver Ciência Itinerante é um modelo menor da Mostra Viver Ciência, com uma quantidade reduzida das atividades, sendo direcionada especificamente para os municípios mais distantes da capital, mas que contempla a todos, abordando temáticas relevantes assim como na mostra que tem ocorrido anualmente e que esse ano vai para sua 5a edição . “Hoje nós estamos aqui com algumas atividades que fazem parte da mostra, como o planetário, brincando com a matemática, xadrez e entre outras”. conta Ailton Cassiano, responsável pelo Núcleo de Incentivo ao Conhecimento.

“No planetário os alunos aprendem um pouco sobre as estrelas, constelações e os planetas, compreendendo assim a astronomia, universo, o papel da Terra no sistema solar e a responsabilidade de cuidar planeta”. conta Aires Pergentino, chefe da Divisão de Práticas Inovadoras.

A estudante Maria Martins, fala sobre sua experiência dentro do planetário. “Gostei muito do que foi falado aqui. Eu ainda não tinha o conhecimento do que nos passaram, eu estou gostando muito, por ter a oportunidade de aprender mais”.

Existe uma outra atração que os alunos se divertem que é a bicicleta que converte o movimento em energia, conhecida como energia cinética .“O objetivo é mostrar um pouco  sobre o funcionamento da energia elétrica, de forma mais prática e menos convencional do que seria na sala de aula. Diz o professor de física, Hélio Evangelista.

Gestor da escola há sete anos Delzimar Santiago, afirma que nunca aconteceu algo dessa proporção na escola. “Nós estamos acompanhando na nossa instituição uma atividade que ainda não havia se realizado, e hoje vemos aqui os alunos atividades práticas  o que durante o dia a dia não se tem tanta ênfase.

Mais notícias