http://www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2018/05/F0200F11-69D3-4CEE-9C58-7FB00FF8A380-1200x400.jpeg
Segurança

Governo fortalece segurança pública com novas viaturas e equipamentos

Arison Jardim
14.05.2018 12:05
Atualizado 24.05.2018 às 15:58

Com a entrega de 15 novas viaturas e 79 coletes balísticos, o governo do Estado continua o processo de fortalecimento do Sistema Integrado de Segurança Pública do Acre (Sisp). A solenidade foi realizada nesta segunda-feira, 14. As camionetes serão entregues à Polícia Militar e ao Corpo de Bombeiros, já os coletes balísticos, ao Departamento da Polícia Técnico-Científica (DPTC).

No último ano, o governo já entregou mais de 100 viaturas para as forças de segurança (Foto: Ségio Vale/Secom)

Os equipamentos são a contrapartida do convênio firmado entre os governos estadual e federal em 2016, quando o Acre cedeu cerca de 220 policiais e bombeiros para atuarem na Força Nacional de Segurança Pública, durante as Olimpíadas sediadas pelo Brasil no Rio de Janeiro. O investimento na ordem de R$ 2 milhões é a última parte do pagamento da União correspondente à utilização de tropas acreanas.

“Esse ato simboliza o reconhecimento, valorização e desafio permanente das polícias e demais forças do Acre. O governo aplica mais de R$ 400 milhões por ano na segurança pública, pagando salários em dia e valorizando a tropa com reajustes, para assim fazermos o enfrentamento permanente contra a violência e a pressão do narcotráfico”, afirmou Tião Viana, informando também que nos próximos 40 dias serão entregues fardamentos para os policiais militares.

Segundo a Segurança Pública, desde o início do ano passado, o governo já entregou mais de 100 veículos e motocicletas, um investimento de mais de R$ 9 milhões. Outras 17 viaturas estão previstas para serem entregues ainda neste semestre.

Vanderlei Thomas Scherer, secretário de Segurança do Acre, ressaltou em sua fala a importância do compromisso dos policiais e bombeiros que fizeram parte da Força Nacional. “Essas viaturas são frutos do trabalho dos nossos policiais militares e bombeiros nas tropas federais, é a contrapartida do governo Federal. Elas contribuirão no combate dos crimes transfronteiriços, mas a União não está fazendo o seu apoio na proporção que deveria fazer”, declarou.

“Esse ato simboliza o reconhecimento, valorização e desafio permanente das polícias e demais forças de segurança do Acre”, disse Tião Viana (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Já o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcos Kinpara, explicou que os equipamentos irão servir para ações tanto na capital acreana, como nos demais municípios. “Isso vai ajudar muito o trabalho da PM não só aqui em Rio Branco, mais no interior. Temos outros equipamentos que ainda virão, mais viaturas e mais motocicletas. Neste ano de 2018, a polícia vai ter um apoio muito grande em equipamentos”, frisou.

Forças unidas

O Estado não tem medido esforços para combater a violência e os crimes de tráfico de drogas. Os investimentos e integração entre as forças do Sisp têm garantido uma diminuição de 20,93% dos casos de homicídios em todos os municípios do Acre.

Conforme a Análise Criminal, os primeiros quatro meses de 2018 comparados ao mesmo período de 2017 apresentam 36 homicídios a menos, na comparação dos dois quadrimestres. Além disso, seis cidades não registraram assassinatos este ano.

O combate ao tráfico de drogas tem sido um dos maiores desafios no enfrentamento à violência, só na região do Juruá, foram apreendidos mais de 100 quilos de entorpecentes, fruto de ações ostensivas e de inteligência em investigação. Na capital, a Polícia Civil totaliza a elucidação de 90% dos casos registrados nos últimos 40 dias, mostrando também o esforço para dar resposta aos homicídios em todo o estado.

Leia também: Seis cidades acreanas não registram homicídios desde dezembro de 2017

Mais notícias